Rua: Padre Tiago Avico, 1815
Candelária - Natal/RN
quinta-feira, 16 de maio de 2019.
UM TSUNAMI PELA EDUCAÇÃO LEVA MILHARES ÀS RUAS DE NATAL

Educação acima de todos, Previdência Pública para todos. Esse foi o recado dado por dezenas de milhares de manifestantes que tomaram as ruas de Natal nesta quarta-feira em defesa da Educação rumo à Greve Geral. A manifestação foi encabeçada por professores e alunos de instituições públicas de ensino (técnico e superior) que tiveram seu orçamento cortado, em média, em 30%. Mas o caldo foi engrossado por trabalhadores de diversas categorias, incluindo Servidores do Judiciário Federal do RN, que também se posicionaram contra à Reforma da Previdência.

Os cortes nas instituições públicas de ensino foram anunciados logo depois de o Governo divulgar que liberaria até R$ 40 milhões em emendas parlamentares, por deputado, para que o Projeto de Emenda à Constituição que prevê o fim da aposentadoria pública seja aprovado.

Considerado o segundo maior Ato Público ocorrido na capital potiguar na história (perdendo apenas para a Greve Geral de 28 de abril de 2017), a manifestação ocupou quilômetros da BR 101, ocupando as duas pistas no sentido centro-zona sul. Enquanto parte dos manifestantes já retornavam após chegar à Árvore de Mirassol (onde o Ato foi encerrado), muitos ainda passavam pelo viaduto do quarto centenário, em Lagoa Nova.

Um verdadeiro mar formado por estudantes, professores, pais de alunos e trabalhadores das mais diversas categorias. Estima-se que cerca de 2 milhões de pessoas se manifestaram nos 26 estados e no Distrito Federal, com mobilizações em mais de 200 cidades.

Muitos analistas chegam a comparar o ascenso que tomou as ruas neste #15M às manifestações de Junho de 2013, quando a população ocupou as ruas de todo o país, colocando em xeque o sistema político, econômico e social brasileiro.


Mais Fotos